Postagem em destaque

Rock on Stage: "Tales Of The Dark Cult " entre os melhores lançamentos nacionais do ano de 2015.

RATTLE citado entre os melhores lançamentos nacionais do ano de 2015!! "No lado do Thrash Metal então é quase um ultraje citar alg...

terça-feira, 5 de janeiro de 2016

Tales of the Dark Cult: Review no Roadie Metal



Não é novidade pra ninguém ligado ao underground nacional, que o Nordeste é bastante rico em bandas que produzem bons trabalhos e nos presenteiam com ótimas músicas e belos discos, com o RATTLE não está sendo diferente, oriunda de Salvador – BA os caras fazem sim um som pra não deixar pescoço nenhum parado. O trampo produzido aqui é de primeira, uma mescla Death/Thrash com o pé na década de 1980 pra ninguém botar defeito.

“Tales of the Dark Cult” é o nome do primeiro trabalho da banda. O quarteto não economiza em técnica, versatilidade e agressividade. Algo que particularmente gosto de dar grande destaque é a cozinha, (“setor” que precisa ter cuidado, pois ali pode comprometer e muito o trabalho de uma banda, em minha opinião), que aqui não fica devendo em nada, a sincronia entre baixo/bateria é bem trabalhada e feita com muito cuidado. Os bons riffs de guitarra complementam o peso e em certos momentos conseguem deixar o som bem cru e denso, algo que pode sim ser um grande diferencial. Val Oliveira é dono das cordas vocais, ele as usa com bastante técnica e mostra muita maturidade nos guturais.

As onze faixas contidas, mantém o mesmo nível de agressividade, variando em alguns momentos mas sempre se mantendo fiel a proposta inteira do disco. Dando início com “The Embodiment of Evil” com uma excelente intro narrada pelo lendário “Zé do Caixão” a pancadaria rola solta, com uma música bem rápida e empolgante. “The End” se destaca por sem bem cadenciada e por conter um belo “coro” de backings no refrão, belo trabalho! “Semper Fi” se consiste em uma veloz e técnica bateria, seguida por riffs na medida.

Passando para uma sequência arrasadora de pancadaria, temos uma bela “dobradinha” com vocais ferozes, riffs agressivos e uma cozinha que beira a perfeição: “Call of Duty” e “Operation: Exterminate!. Mostrando a veia Thrash que consiste na banda “Last Standingman” e “Pray to Enter, Pray to Exit” fazem jus ao rótulo, duas grandes pauladas no crânio.

Encerrando a destruição com “The Dark Cult”, que mostra mais um belo trabalho de baixo e vocais (que não fica devendo em nada), a banda pode sim ter a sensação de “recado entregue, dever cumprido”, pois não devem em nada. Ouça sem limites!

Nota: 09

Músicas:

The Embodiment of Evil
The End
Semper Fi
Call of Duty
Operation: Exterminate!
Whispers
Last Standing Man
Pay to Enter, Pray to Exit
Hell of the Living Dead
Insomnia (The Sleep of Reason Produces Monsters)
The Dark Cult

Publicando originalmente no site Roadie Metal

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Follow us on FaceBook