Postagem em destaque

Rock on Stage: "Tales Of The Dark Cult " entre os melhores lançamentos nacionais do ano de 2015.

RATTLE citado entre os melhores lançamentos nacionais do ano de 2015!! "No lado do Thrash Metal então é quase um ultraje citar alg...

domingo, 30 de agosto de 2015

Review no Arte Metal



Rattle – “Tales of the Dark Cult” – 2015 – Shinigami Records (Nacional)

Parece que demorou mais para sair esse debut do que realmente foi a espera. Afinal, o Rattle se manteve prolífico desde sua fundação e este debut ficou na fila durante 6 anos apenas. Antes a banda lançou um EP, Split e participou da coletânea Hellstouch, da qual foi selecionada para lançar um CD pela Shinigami Records.

Eis que aqui está o tão sonhado full-lenght destes baianos que têm ‘sangue nos olhos’. A mescla do Thrash com o Death Metal aqui soa um tanto quanto atípica, pois a banda ainda incrementa em suas composições elementos do Metal tradicional, dando um diferencial considerável à sua música.

Diferentemente de formações mais diretas do estilo, o Rattle busca uma postura mais burocrática, variando em andamentos e dando um instrumental mais intrincado às músicas. Mas, o leitor deve ler burocrático como algo positivo aqui, pois não se trata de algo cheio de ‘embromação’, mas sim de uma música não muito direta que não aposta apenas em velocidade.

Não bastasse a técnica estabelecida, o vocalista Val Oliveira urra como poucos nos dias atuais. Com linhas inteligíveis, seu gutural é imponente e pode assustar os menos desavisados. Destaque para as faixas The Embodiment Of Evil, Call of Duty e a ‘progressiva’ The Dark Cult, dentre as 11 ótimas composições.

É importante mencionar a qualidade da produção de Marcos Franco no Revolusom Studio que conseguiu captar a essência da banda sem deixar o som modernoso demais. Melhor que a encomenda (sem ser pejorativo com os lançamentos anteriores), “Tales of the Dark Cult” é um debut que saiu na hora certa e honra o nome do Metal baiano!

https://www.facebook.com/RATTLEMETAL
https://www.reverbnation.com/rattle

8,5


Review Metal Samsara



Rattle - Tales of the Dark Cult (CD)

2015 - Shinigami Records - Nacional
Nota 8,5/10,0

Texto: Marcos "Big Daddy" Garcia


A mistura entre a brutalidade do Death Metal com a energia e técnica do Thrash Metal é algo que vemos muito no Brasil. É uma herança cultural nossa, com raízes no áureo triênio 86-87-88 do século passado. Mas o melhor disso tudo é quando vemos uma banda fugir dos clichês do gênero e dando o melhor de si, fugindo das desculpas e buscando seu espaço com personalidade. E é justamente isso que o quarteto RATTLE, de Salvador (BA), nos concede em seu primeiro álbum, "Tales of the Dark Cult", lançado pela Shinigami Records.

Resultado da promoção ocorrida com a coletânea "Hellstouch", lançada pela Shinigami Records em 2012, onde o RATTLE ganhou o direito de lançar um álbum, podemos aferir que valeu a espera por "Tales of the Dark Cult": o quarteto se diferencia de uma legião de bandas que apenas usam e remixam os velhos clichês do gênero, sem pôr nada de si na música. Com esses filhos da terra do Pelourinho, a criatividade impera, inclusive com algumas doses de melodia no meio da brutalidade, acrescentando um toque de classe ao trabalho agressivo da banda.

Produzido por Marcos Franco, a sonoridade é limpa e pesada, verdade seja dita. Mas há momentos em que os timbres das guitarras poderiam ser melhores. Óbvio que não chega a estragar o trabalho do grupo de forma alguma, apenas poderiam ter aquela famosa dose de peso extra. E a arte, feita pelo vocalista Val Oliveira ficou bem legal, focando um certo feeling de horror cru, na linha do mestre José Mojica, o querido Zé do Caixão (que aparece em "The Embodiement of Evil", tanto na narrativa quanto participando na letra).


Rattle
O quarteto sabe criar bons arranjos, verdade seja dita, e assim, suas músicas são sempre vibrantes, com uma boa riqueza instrumental. E um adendo muito legal são as letras, pois a banda tem uma gama de temas abordados ótima, mas sejamos francos: quando são baseadas em temas de horror à lá Stephen King e Edgar Alan Poe, ninguém segura a banda. E dando uma canja, temos as participações de Lord Vlad (vocalista do MALEFACTOR) em "The Dark Cult", Júlio "Nikkury" Cesar (do METROPOLIS e THE ENDLESS FALL) em "Hell of the Living Dead", Anton Naberius (do ETERNAL SACRIFICE) em "The Call of Duty", Vitor Morais no violino e Daniel Iannini nas orquestrações em " Insomnia (The Sleep of Reason Produces Monsters)", além do mestre Zé do Caixão, já citado acima.

Melhores momentos:

The Embodiment of Evil - Se não reconhecer a voz do "Horror Master" Zé do Caixão no início, você não respeita a si mesmo. Mas logo, a banda mostra uma música rápida (mas com seus momentos mais lentos e intensos), intensa e bem trabalhada, com a base rítmica mostrando ótima técnica e pesada bem pesada.

The End - Aqui, a maior parte da faixa é cadenciada e muito envolvente, mostrando um belíssimo trabalho nas guitarras, fora backing vocals ótimo e muito bem colocados.

Call of Duty - Outra com o tempo não muito rápido, focada no peso e em belos arranjos de guitarra (bastando reparar no solo), e vocais guturais intensos, mas com boa dicção.

Operation: Exterminate! - Curta e rápida, o lado mais Thrash Metal da banda está bem evidente, com aquelas guitarras em riffs ganchudos bem pesados, mas os vocais e backing vocals mostram uma dinâmica bem interessante.

Last Standing Man - Outra em que a pegada Thrash Metal se destaca bastante, embora a base rítmica mostre um trabalho bem mais bruto e intenso em alguns momentos, mas não desprovido de ótima técnica, especialmente o baixo que mostra-se muito bem.

Pay to Enter, Pray to Exit - A famosa faixa "paulada-para-tudo-quanto-é-canto", que tem uma levada que nos trás o MOTORHEAD à mente em vários momentos, inclusive no solo de guitarra. Mas reparem bem como os vocais são muito bem explorados mais uma vez.

The Dark Cult - Por passar dos oito minutos de duração, é uma faixa bem diversificada em termos de base rítmica, levando baixo e bateria a terem que mostrar uma técnica muito boa.

Valeu esperar, pois "Tales of the Dark Cult" é um belo disco, daqueles que você ouve várias vezes, e pune aquele vizinho chato seu que ou te tortura com churrascos com música alta nos fins de semana, ou aquele pentelho fundamentalista cristão que te massacra com música gospel.

É hora do acerto de contas!


Postagem original: Metal Samsara (21/08/2015)

quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Review no Metal na Lata


RATTLE - "Tales Of The Dark Cult" (2015) Shinigami Records
Nota: 8,5
Zé do Caixão dá início a essa sangria em forma de introdução sinistra desse que é o segundo lançamento dos soteropolitanos que fincam definitivamente os pés, mãos e alma no Thrash/Death Metal técnico e vigoroso.
Influências equilibradas de Thrash Metal americano (Slayer) e europeu (Kreator Official) nitidamente em evidência, como é caso da faixa "The End" que lembra muito "People Of The Lie" dos alemães com solos soberbos no melhor estilo do saudoso Jeff Hanneman (R.I.P).
É uma espécie de Attomica turbinado com nitroglicerina pura, graças aos bumbos duplos e vocais guturais.
Em "Call Of Duty" o pau come lembrando bastante o Amon Amarth mais veloz, provando que o Rattle não é mera cópia de todas essas bandas já citadas aqui. Eles conseguem unir o melhor dos estilos (Thrash com Death) não se repetindo por todas as onze faixas, dando ao ouvinte aquilo que todos procuram: diversidade cativante.
Produção impecável com músicos de primeira não poderia dar errado, certo?

Johnny Z.

Publicado originalmente na página Metal na Lata.

Show de Lançamento do Cd "Tales of the Dark Cult": Ingressos Disponíveis!

VENDA DE INGRESSOS ANTECIPADA!!

JÁ DISPONÍVEIS INGRESSOS + CDS NA ISLA ROCKWEAR!
RUA NOVA DE SÃO BENTO, AO LADO DO HOTEL LOVE STORY, FUNDO DA LOJA ESPLANDA, EDF. SHOPPING SÃO BENTO, 2° andar, sala 201.



RATTLE lança seu Cd "Tales of the Dark Cult", pela Shinigami Records, com abertura das bandas Acanon e Blessed in Fire.

Tendo surgido em meados de 2009, e contando na sua discografia o split-Cd “Pain is Inevitable” (lançado em 2011, em conjunto com a banda russa Hell´s Thrash Horsemen) e participação na coletânea Hellstouch (Shinigami Records/2012), RATTLE apresenta o seu álbum de estreia intitulado “Tales of the Dark Cult”.
 

Gravado no Revolusom Stúdio (Salvador/BA) por Marcos Franco, que já trabalhou com bandas como Malefactor, Behavior e Confiteor, “Tales of the Dark Cult” apresenta seu Thrash Death Metal em 11 músicas inspiradas nos universos literários, cinematográficos e de quadrinhos de horror e ficção científica.
 

O trabalho contou com as participações especiais de Anton Naberius (Eternal Sacrifice) nas faixas ‘Call Of Duty’ e ‘Operation: Exterminate!’, Lord Vlad (Malefactor) em ‘The Dark Cult’ e finalmente Julio Cesar (Metropolis/The Endless Fall) em ‘Hell Of The Living Dead’.

O evento conta com o apoio da Shinigami Records, Kamisaê T-shirts, PopCult Webshop, Reidjou Webzine, Bahia Rock Machine Webzine, Isla Rockwear, Studio SD e do Dubliners Irish Pub.

 
Adquira sua cópia de “Tales of the Dark Cult” no seguinte link: http://bit.ly/1T6PaCV.

DATA: 19 de setembro de 2015, a partir das 14:00.
INGRESSO: R$ 10,00 / com o Cd: R$ 25,00
LOCAL: Dubliners Irish Pub - Salvador.

Follow us on FaceBook